Total de visualizações de página

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto

Aroldo Filho 

Historiador /Criador e Presidente do Jornal Delfos-CE, (2007). /Criador da Associação Cultural SEMPRE-Segmento dos Estudiosos da Memória e Patrimônio Regional da Serra de Baturité (2008). /Criador e Idealizador do 1° Arquivo Público do Interior do Nordeste (2009).

 /2° e 4° lugares,consecutivamente, no 1° e 2° concursos de poesia da comunidade do Orkut "Vamos Escrever um livro?"(2009 e 2010).

 /Criador da exposição histórica: "PACOTY: UMA HISTÓRIA EM DOCUMENTOS", aprovado pelo Banco do Nordeste(2010). 

/Sócio do Instituto Desenvolver (2011).

 /Trabalhou para o Governo do Estado do Ceará como pesquisador no Porto do Pecém (2011). 

/Ministrou aulas de História, Geografia, Arte e Religião em Pacoti e Guaramiranga (de 2008 a 2015 no Colégio São Luís, na Escola Menezes Pimentel e na Escola Linha da Serra).

 /2° Lugar em concurso de pensamento na comunidade "Grupo de Poesia" no Facebook (2012). 

Participa como um dos autores dos e-books "Por onde andei?" e "Quem sou?" realizado pelo Balcão de Poemas, edição de Wasil Sacharuck. 

/Publica notícias, contos, crônicas, poesias, fábulas, romances, artigos, peça teatral e letra de música em 32 blogs desde 2005.


Selecionado no concurso de poesias federal da Editora Vivara em 2016, passando entre os 250 poetas que irão para o livro dentre 2.370 concorrentes. .

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

JW: ESPECIALISTAS

Sábado, 4 de outubro de 2008, 15h37 Atualizada às 16h34
Especialistas: blogs obrigam veículos a se reinventar http://tecnologia. terra.com. br/interna/ 0,,OI3232622- EI4795,00- Especialistas+ blogs+obrigam+ veiculos+ a+se+reinventar. html

Os blogs como novos nichos de informação, as comunidades sociais construídas na Internet e a projeção dos veículos digitais marcam atualmente a pauta nos mundos da comunicação, e, por isso, os jornalistas e os meios tradicionais são obrigados a se reinventar se não quiserem desaparecer. Este foi o eixo dos seminários e painéis realizados no segundo dia da 64ª
Assembléia Geral que a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) realiza em Madri.

A mudança de interesse do público, propiciada em boa parte pelas novas tecnologias, ficou evidente no espaço dos blogs, no qual qualquer pessoa com um conhecimento mínimo de informática pode criar seu próprio portal de Internet.

Em Cuba, por exemplo, a difusão dos blogs fez com que a informação deixasse de ser um monopólio do Estado e que pessoas como Yoanis Sánchez, criadora do "generación Y", possam oferecer sua visão particular da vida diária na ilha aos entre oito e dez milhões de internautas que o visitam por mês.

Stefanie Himoff, vice-presidente do Pluck Social Media, uma empresa que fornece os instrumentos de software necessários para criar comunidades e redes sociais, ressaltou que "a blogosfera é uma terceira dimensão" a qual a imprensa tradicional deve aproveitar, pois nela está sua futura sobrevivência.

Já Francis Pisani, um dos blogueiros mais famosos no âmbito internacional, disse que "o extraordinário do blog é a comunicação com as pessoas", e insistiu em que "as novas gerações não pensam em recorrer aos meios de comunicação com os quais não possam interagir de uma forma ou de outra".Segundo ele, os "blogs já são coisa do passado", pois estão sendo deslocados pelo micro-blogging, que permite enviar mensagens com até 140 caracteres de graça através do telefone pelo programa Twitter.

Todos estes novos elementos têm a ver com a maneira com a qual canais tradicionais de informação, como os jornais impressos e as agências de notícia, enfrentam seu presente e futuro.

Isso foi abordado em um painel no qual "integracionistas e separatistas" debateram se o jornal digital deve ser o novo centro do universo na redação de periódicos e agências, e se é necessário inclusive uma adaptação física das redações.

Entre os integracionistas, o presidente da agência austríaca APA, Wolfgang Vyslozil, defendeu a necessidade de reunir ou aproximar fisicamente as pessoas que trabalham nas diferentes seções (texto, fotografia, vídeo e multimídia) para originar o produto diversificado pedido pelos clientes de maneira crescente.

Já o executivo-chefe do norueguês Verdens Gang, Torry Pedersen, ficou ao lado dos "separatistas" e defendeu uma diferenciação das redações nas quais os jornais e a edição online são feitos.

FONTE: http://www.jornalistasdaweb.com.br

Nenhum comentário: